quinta-feira, 15 de junho de 2017

Viagem a Oklahoma City

           Eu já visitei muitas cidades e estados desde imigrei para os EUA em 2009. Eu tenho uma lista dos lugares que eu quero conhecer nos EUA e, Oklahoma não estava na lista. Nem sei o por quê. Acho que pelo fato de ser a terra dos Tornados talvez. Talvez pelo fato de que é um lugar central nos EUA que nunca se ouve falar ou mesmo tem algo de interessante. Pois eu pensava assim até que o Alex me convidou para ir conhecer a família dele em Oklahoma City.

            De Orlando, a Southwest tem vôo direto que dura, 2hs e meia de viagem. Segundo o Alex, Oklahoma pode ficar mais quente que Orlando (será?) no verão e no inverno é frio como um freezer. Como estamos na primavera (e falaram isso pra todo mundo menos pra Orlando pois o calor daqui começou já nos últimos dias do inverno e não parou) não ia ter problema pois a primavera lá tem temperaturas amenas. 

     Desde que chegamos no aeroporto fiquei muito impressionado. Descer no aeroporto de Newark é como levar um balde de água+decepção juntos. É feio e sujo. O aeroporto de Oklahoma city é lindo, arrumado, limpo, cheiroso e as pessoas parecem "americanas" (a interpretação é sua).

         


          Eu sei que pra quem mora no Brasil, Orlando parece um paraíso. Realmente quando estamos de visita não notamos muitas coisas que só percebemos quando moramos aqui. Claro, nada assim tão ruim que dê para ficar se queixando, mesmo porque eu sou da turma dos "incomodados que se mudem", por isso saí do Brasil. Mas se comparar Orlando com Oklahoma city dá pra perceber muitas diferenças. A primeira na quantidade de imigrantes. Não se vê tantos como se vê em Orlando, especialmente no Sul da Flórida. Outra diferença é na educação das pessoas. Se os brasileiros acham que os americanos de Orlando são educados, vá para Oklahoma city. Essa região é conhecida pela polidez dos cavalheiros (southern gentleman) e é mesmo!

          As pessoas se vestem muito bem, as ruas são muito bem cuidados, os carros são limpos, etc. Tudo muito organizado, muito mais do que Orlando. Sabe o preço da gasolina? 
USD 1,49 um galão de 3,78L 








           Fomos também visitar o museu dos ossos de Oklahoma City. Muito interessante o museu. 





          Também fui no centro de Oklahoma city passear à noite. Tem uma mini-veneza com um passeio de barco de 1 hora aproximadamente. O lugar chama-se Bricktown. Tudo com um charme de faroeste. 









          Há uma história muito triste sobre como os índios americanos foram tratados pelos colonizadores. Eles foram obrigados a deixar a costa leste e a Flórida para viver em Oklahoma. Dezesseis mil foram forçados a ir à pé desses lugares para Oklahoma e 4 mil morreram na viagem. 




          Em todos os lugares como em prédios do governo há imagens, pinturas e esculturas que descrevem a vida dos índios no estado. 

           Há lojas em Oklahoma que são o paraíso dos designers de interiores!! Veja só:










Na "At Home" havia 5 corredores só de almofadas!!!!

Uma variedade de espelhos incrível




















      A Overholser Mansion foi um dos passeios que mais gostei pois a casa está quase 100% do modo quando foi construída. Pesquise a vida de Henry Overholser, o pai de Oklahoma City, é interessantíssimo!!





         Passeando sozinho com o carro da madrastra do Alex, visitei algumas casas à venda e deu uma raiva danada de viver em Orlando. Essa casa que fotografei custa 390 mil dólares. O dobro do tamanho da minha e quase o mesmo valor. :@




             Por fim, foi um prazer conhecer a família do Alex, especialmente sua madrastra Mama Fran e seu filho peludo Zeeke. Só não mudaria pra lá nunca por causa dos tornados. Na mesma noite que chegamos não pudemos sair por causa da ameaça de tornados. As casas têm abrigos para tornados que ficam no quintal ou mesmo na garagem. Naquela noite, 16 tornados passaram por Oklahoma e 10 pessoas morreram. :(


O abrigo para se proteger dos tornados



Eu e meu novo amigo Zeeke

Alex e eu













16 comentários:

  1. Olá Renato
    Que linda essa Oklahoma, adoro seus posts pois tem muitas fotos e de muito bom gosto, obrigada por compartilhar conosco.
    Bjs
    Alessandra Haak

    ResponderExcluir
  2. Realmente lugar paradisíaco Renato! Reportagem ótima!

    ResponderExcluir
  3. Nao tinha ideia que Oklahoma era tão linda assim!

    ResponderExcluir
  4. Pessoas como vc, merecem toda a atencao! Sabe como entrar e sabe como sair! Vc 'e de Sao Paulo, sabe o que quer dizer! E ainda mais, temos o prazer de ver suas viagens transformadas em lindas fotos. Um grande abraco e muito sucesso! marcia

    ResponderExcluir
  5. Oi Renato. Adoro suas postagens. Escreva mais por favor. Amo as fotos também. :) Um abraço. Heloisa

    ResponderExcluir
  6. meu comentario não tem nada a ver com o post. Só queria tirar uma duvida, e esse é o post mais recente. Você sabe me dizer se uma pessoa que morou nos EUA em 2009 e tirou o ITIN, voltou para o Brasil ja faz 6 anos e agora ta voltando para os EUA novamente, pode usar o mesmo número ou teria que fazer outro?

    ResponderExcluir
  7. Boa noite , Renato. Gostaria que voce voltasse a escrever mais sobre os USA, os textos a, as fotos,como voce fazia no blog em 2009 e 2010.Sei que voce é ocupado mas essas informações saõ importantes pra nós que queremos imigrar pra America. Boa sorte!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cesar
      Você diz como esse post de agora. O que acontece é também falta de tempo, mas os assuntos se esgotaram. Eu fico sem inspiração para achar do que escrever pois parece que eu já escrevi sobre tudo. Outras pessoas querem que eu escreva sobre planos de saúde, etc
      Bom esse não é bem o objetivo do blog, ser manual para viver nos EUA. É sobre o povo e a cultura principalmente

      Excluir
  8. Olá Renato, me chamo Tatiana. Conheci você em vídeo do Paulo Paternes. Estou amando seu blogueira, muito interessante e inteligente. Parabéns!

    ResponderExcluir

Etiqueta cai bem em qualquer lugar, até na internet. Seja educado ao comentar e perguntar. Olá..., meu nome é..., por favor e obrigado são palavras que ainda estão em uso e mostram cordialidade. Afinal, o blog não é balcão de informações de shopping e embora eu esclareça as dúvidas de todos de bom grado, não ganho nada para isso.
Obrigado por comentar e abração!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...